top of page

Bruxa Solitária ou Bruxa de Coven?

Dentro de nossa Tradição, a Algard, a iniciação e a participação do Coven, mesmo à distância, é requerida para ser membro, para ser uma Bruxa Algardiana. Em outras tradições também, como a Alexandrina ou mesmo a Gardneriana no inicio de suas histórias. Hoje vemos um cenário diferente, com muitas Bruxas solitárias pertencentes a diversas tradições.

Covens são grupos de Bruxas praticantes de uma mesma tradição, uma escola, uma família de Bruxas. São compostos geralmente de 13 membros: 1 Alto Sacerdote, 1 Alta Sacerdotisa e 11 Neófitos/Wiccanos iniciados. Mas é possível encontrar covens com mais ou menos membros, e com estruturas um pouco diferentes. Na Tradição Algardiana seguimos a tradição de 13 membros no total em cada coven e cada um desses covens é independente para criar suas próprias leis e estruturas hierárquicas e/ou democráticas da melhor forma que julgarem, temos um onde logo abaixo dos sacerdotes estão os oráculos do coven, pessoas que desenvolveram habilidades de predição, previsão e planejamentos gerais das ritualísticas.

O maior engano hoje é que uma Bruxa precisa de um coven para ser uma bruxa, o que é uma tremenda ideia errada. E a grande verdade é que hoje os covens não são tão práticos assim, são poucos, espalhados ou encontrados apenas nas maiores capitais onde há maior número de Bruxas, e mesmo assim ainda pouco frequentados por conta do novo estilo de vida corrido e concorrido em que vivemos hoje. A prática solitária ou mista é mais atrativa por este motivo, podendo ser praticada com mais frequência e fluidez.

Além de Covens, há também os Círculos de Bruxas, que vejo com mais frequência e que funcionam muito bem, são grupos que se reúnem para as grandes celebrações dos Sabás, podem ser de membros fixos ou mais comum é que sejam rotativos. São bons para manter uma prática solitária com seus rituais, mas ter como manter uma socialização com outras Bruxas em momentos de celebrações.


Mas existe diferença na pratica solitária e em grupo?

Até existe, é bem comum que durante rituais, feitiços e outros ritos de um coven, tarefas sejam divididas entre os membros de acordo com suas posições hierárquicas e habilidades pessoais, e todos trabalham juntos para a realização final, como uma peça de teatro. Já a prática solitária seria você executando todos os papeis, pode complicar um pouco no inicio, mas organizando bem o tempo e reordenando o roteiro, o resultado final alcançado é exatamente o mesmo.







346 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
  • Telegram
  • Facebook
  • Instagram
  • Blogger
bottom of page