top of page

Iniciação de 1º Grau: Dedicação

A Iniciação só é conquistada através da Dedicação.


"Na Wicca Gardneriana, os seguidores passam por uma

cerimônia de iniciação típica, composta de quatro partes. A

primeira é conhecida como o Desafio. Pergunta-se à postulante

se ela realmente deseja continuar. Essa pode parecer uma

pergunta simples e sem sentido. Mas, a partir do primeiro

contato com um coven, é necessário um ano inteiro até que a

aspirante à Bruxa chegue ao ponto de Iniciação. Esse tempo é

necessário, do ponto de vista da Arte, para separar o joio do

trigo; aqueles que estão sinceramente interessados na Wicca

como religião, em oposição àqueles que têm todas as ideias

erradas sobre ela: acreditam que ela seja um culto ao demônio,

buscam orgias selvagens, querem fazer parte “apenas por

diversão” etc. etc. Então, após o longo período de espera,

durante o qual ela estudou e leu muito, a postulante por fim se

encontra num limiar. Ela vê o santuário interior pela primeira

vez – o tremeluzir das velas, a fumaça do incenso, a face severa

do Sacerdote apontando uma espada diretamente para ela. Isso

deve lhe parecer levemente sinistro, até um pouco assustador.

Seria um espanto se ali, naquela hora, ela dissesse que não

pretende seguir adiante... talvez prefira começar um

macramê!!! Se essa for a decisão dela, ela é livre para virar as

costas e ir embora. Mas, depois do longo período de espera,

são poucos, se é que existe alguém, os que decidem fazer isso.

Portanto, após o desafio, a postulante é vendada e amarrada e

conduzida ao círculo... onde, na maioria das tradições, um Voto

de Sigilo é exigido dela. Uma vez que ele tenha sido feito, a

venda é retirada e, logo depois, as cordas. Esse voto é

estritamente uma promessa de segredo. Não há repúdio a

qualquer religião anterior. Ninguém cospe numa cruz,

ninguém assina pactos com sangue, não se beija pés de bode!

Após o voto, vem a apresentação dos instrumentos. Cada

coven possui um determinado número de “instrumentos de

trabalho”. Eles são apresentados, um a um, à postulante, pelo

Sacerdote. A cada instrumento apresentado é explicado seu

uso e, para mostrar que ela entendeu a explicação, a postulante

coloca as mãos brevemente sobre cada um deles... Ao final da

cerimônia, a iniciada é levada pelo Grande Sacerdote ao redor

do Círculo, até os quatro pontos cardeais. Em cada um desses

pontos, ela é apresentada aos deuses – que se acredita que

tenham testemunhado a cerimônia – como uma Sacerdotisa e

Bruxa recém-formada."

Anatomy of the Occult - Raymond Buckland - 1977

É importante ter em mente que este ritual é puramente simbólico, não se transforma alguém em Bruxa de forma rápida e fácil, e ninguém se torna uma bruxa sem esforço pessoal. E também um voto de comprometimento, onde o aspirante à Bruxa inicia sua jornada de estudos, descobertas e principalmente, de autodescoberta alcançados por seu próprio esforço e mérito.


A Dedicação

Depois de você já ter se aventurado em alguns assuntos, religiões e sistemas de magia e bruxaria e ter se decidido em seguir a Wicca, como vimos no artigo "Quero ser Bruxa, e Agora?!", é hora então de mergulhar no assunto de forma focada e não mais de forma superficial e leviana. Se você escolheu a Wicca, é assuntos referentes à Wicca que deve procurar estudar em sua Dedicação, para realmente conhecer a religião, suas tradições, costumes e rituais sem misturas com outros assuntos que pareçam tão relacionados. Então foco, disciplina, paciência e responsabilidade serão características importantes. Também é bom salientar que realizar o ritual e o período de dedicação não garante que a pessoa será iniciada na Wicca, mas passar por todo este período que pode ser longo garante que a pessoa tenha total certeza de que é isso que ela realmente deseja se tornar, dando toda a base e validade para aqueles que merecerem a Iniciação.

O Ritual de Dedicação Wiccana da Tradição Algard

O Ritual, também chamado de A Purificação, consiste basicamente no primeiro passo do aspirante à bruxa para dentro da Wicca, no período de Dedicação, a pessoa é chamada de Neófito(a) que significa "estudante" exatamente o que a Dedicação pede, estudos.


O Ritual já começa pedindo noções básicas do assunto, por isso um estudo básico é necessário antes, tanto para o Neófito compreender os passos, que são simples mas denotam simbologia e trabalham energias. Neste ritual participam apenas o Neófito e o Sacerdote e/ou Sacerdotisa que inicia fechando um Círculo Mágicko com o altar preparado com os instrumentos básicos, os elementos, um recipiente com Sal, um com Óleo e um com Água devidamente purificados e consagrados. Não é feita a evocação dos deuses neste círculo.

O Neófito acompanha do lado de fora, de joelhos para frente do círculo e do altar, todo o processo de fechamento do circulo e preparação do altar, mas não se envolve, fala ou entra no círculo até ser convidado.

O Sino é tocado três vezes, tocando e deixando o som espalhar para o ambiente e tocando novamente e novamente. Começa um diálogo:

Sacerdote: - É de seu desejo conhecer os mistérios da arte?

Neófito responde de maneira sincera e objetiva.

Sacerdote pega o recipiente com sal e asperge um pouco sob os ombros do Neófito e diz:

- Que o sal purifique tuas palavras, teus pensamentos e tuas ações vindouras.

Sacerdote: - É de seu desejo conhecer e honrar aos deuses como a si mesmo?

Neófito responde de maneira sincera e se a resposta for positiva o sacerdote lhe dá a mão e o convida para o círculo.

Sacerdote: - Adentre na morada dos deuses, nos mistérios da arte e na sua nova jornada.

Neófito: - Que assim seja!

Sacerdote: - Que o caminho te fortaleça, te enriqueça, te estruture e te erga.

Neófito: - Que assim seja!

Sacerdote: - Que assim seja!

O Sacerdote pega um a um os instrumentos do altar e os apresenta ao Neófito.

Faz o mesmo com os quatro elementos presentes no altar também.

O Óleo e a Água não são tocados nem pelo Neófito e nem pelo Sacerdote, o Óleo é a possibilidade da Iniciação futura e a Água é a oferta de Sacerdócio que se seguirão com esforço e mérito. O restante do Sal é vertido no chão aos pés do Neófito e uma ultima frase é dita pelo Sacerdote ao Neófito: - (nome do Neófito) este é seu fim, o fim dessa antiga vida e desta antiga jornada que o trouxe a este momento. A próxima vez que adentrar ao círculo sagrado será para renascer em nova vida e se apresentar com novo nome".

Neófito: - E assim será!

Sacerdote finaliza: - Oito palavras te são sagradas: "Faça o que quiser sem a ninguém prejudicar". E o Neófito repete.

O Sino é novamente tocado por três vezes, o círculo é aberto e o ritual termina.


A partir desse momento o Neófito esta comprometido aos estudos e a dedicação às praticas Wiccanas do Coven, recebe todo o material de estudos e apoio para seguir. É um caminho que deve ser trilhado por sua própria conta, com seu próprio esforço e força, pois é um caminho de renascimento, de autodescoberta, autoconhecimento e sacrifício.

1.075 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Samhain

2 Comments


Fernando Rosendo
Fernando Rosendo
Apr 18, 2022

A cada dia me apaixono mais pela bruxaria

Like

Daiane Matos
Daiane Matos
Dec 05, 2021

Perfeito!

Like
Post: Blog2_Post
  • Telegram
  • Facebook
  • Instagram
  • Blogger
bottom of page